10.11.2010

lonely

-
às 03:27 da manhã, chegando ao limite insuportável do tédio, eu penso: 

' ainda bem que morrer de solidão é apenas uma licença poética'


24 comentários:

  1. eu morro a cada noite e a cada manhã.

    nunca passa de poesia.

    a propósito, tá ficando bonito o blog e as mudanças diárias.

    ResponderExcluir
  2. licença poética que poucos tem ;)

    beijas, Lu ;*

    ResponderExcluir
  3. quando eu tô assim sento pra escrever ou durmo. Sempre.

    ResponderExcluir
  4. A solidão é uma perfeita inspiração para poetizarmos!

    ResponderExcluir
  5. Nada como um dia após o outro... calma-te mulé.

    PS: Ah, só para constar. Para comentar precisei logar no blogger, ou seja, colocar email e senha. Se eu estivesse logado, e nunca estou, aí talvez não precisasse preencher nada. Viu, como tu é chorona?

    Beijinhos.

    Ivan.

    ResponderExcluir
  6. Nossa, ainda bem. Porque senão eu já teria morrido faz tempo!!!

    Abraço meu.

    ResponderExcluir
  7. uma maneira doce-amarga de se morrer.

    ResponderExcluir
  8. eu, sozinha. com meus gatos
    na barra da tijuca.

    ResponderExcluir
  9. ah, o q seria da vida sem a licença poética?

    ResponderExcluir
  10. a maioria dos sentimentos que a gente diz sentir é poesia cantada mesmo

    ResponderExcluir
  11. e tudo mais são arbitrariedades.

    ResponderExcluir
  12. Certeza do tipo absoluta, graças a Deus!

    =**

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  13. morrer de tédio, quantas vezes passei por isso..
    dai escrevo!

    ResponderExcluir
  14. Morrer de solidão também pode ser bom. Tem horas que ficar só não é tão ruim..aprendi a lidar com isso depois de alguns relacionamentos fracassados. Hoje, vivo mais comigo.

    Gostei do visual novo do blog. Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Nao entendo muito sobre isso, acho q uma das vantagens de envelhecer é aprender a morrer

    ResponderExcluir
  16. " Solidão é lava que cobre tudo".

    Desculpe a demora, me perguntou mês passado se um texto meu era música.

    Virou sim.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  17. Não. Não é licença poética.
    Entretanto, como nunca pude encontrar alguém que morreu de solidão, de fato, retiro o que disse.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  18. Há um tempo eu já não sei o que é solidão... ainda bem. E há um tempo eu já não sei o que é realmente escrever...

    É verdade, eles andam juntos mesmo.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  19. Nessas horas da madrugada que temos os pensamentos mais insanos. Pelo menos é assim que ocorre comigo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Que tudo seja sempre poesia, apesar da nostalgia em excesso.

    ResponderExcluir

- me concede uma dança?

Baila Comigo está protegido por uma Licença Creative Commons. Credite.

Licença Creative Commons