8.17.2010

amor de primeira hora

It's all right, baby blue,
gostaria de te falar sobre detalhes técnicos da minha vida, sobre minhas recorrentes crises existenciais e sobre tua chegada. assim você decide se meu lado nonsense te convence. já que você resolveu viver na minha vida, você precisa saber que eu sou inconstante. do tipo que muda quando é lua cheia sabe? e eu vivo confusa, sem saber direito que decisões deveria tomar sobre coisas sérias, e também  sobre coisinhas muito bobas. sei que posso te deixar confuso às vezes quando começo a falar feito uma esquizofrenica sobre minhas ansiedades, mas com o tempo você vai entender, ou não.  é que já fui pequena e grande, fui lá onde acham que é o topo da alegria, fechei o olho e pulei, e adivinha?poft! depois disso parei no tempo enquanto o mundo girava, e quando dei por mim, eu já havia me perdido de sonhos que eu trazia comigo há muito tempo. andei por caminhos tortos, e toda vez que dava um passo, o mundo parecia mudar de lugar, tornando tudo mais longe de mim. nesse caminho aprendi que ser feliz não é coisa à toa, e que ser dois  não é só um mais um. mas  tive mais certeza ainda que ser  sozinha é muito difícil, e não tava rolando pra mim sabe?  admito que por um tempo foi divertido bancar a solteira independente, que não se envolve e nem se deixa levar por sentimentos baratos, mas quase sempre eu me sentia um fraude ambulante, vivendo uma farsa. porque a verdade é que eu sozinha por muito tempo, fico chorosa, e eu triste, não sirvo de companhia nem pra um cachorro pulguento. mas aí tu chegou mansinho, bem como eu acho que deve ser. pra mim né. tu completou sem invadir. confortou sem sufocar. tu chegou como uma cor clara, um tom nude, e foi colorindo até virar uma profusão de cores, matizes e tons. tudo ao mesmo tempo, colorindo minha vida. tu não chegou de um jeito devastador, como uma luz forte furta-cor me cegando, me confundindo toda, e sabe, há long long long time eu esperava algo assim. namoro na sala, amor com calma, com cor, música, cafuné, beijo e paz.

 


o nosso encontro é bonito
trouxe sossego divino
teu aconchego, eu, menina, aceitei

  eesse amor de varanda
rede luar e ciranda
tem a beleza que nunca sonhei
Pedro Luís e a Parede

15 comentários:

  1. Amor com tesão e aconchego
    Ah, como é bom
    meu nego

    ResponderExcluir
  2. Que lindo, fiquei muito emocionado e acho que quando se trata de amor eu sou uma manteiga derretida. Sucesso é pouco para uma pessoa que detalha a essência de um relacionamento de forma tão meiga e verdadeira como você.

    Bjs.
    Walter

    ResponderExcluir
  3. Lindo,como você sabe como estou me sentindo?super me identifico.
    Beijinhoos ;*

    ResponderExcluir
  4. Luna, você está com a péssima mania da Fê Bellusci de decifrar meus sentimentos e pensamento. Acredite, este texto é EXATAMENTE o que eu queria escrever.. um dia tomo coragem e te peço autorização pra postar lá no meu canto (com créditos devidos) hahahaha

    Bjos guria!

    ResponderExcluir
  5. Ual!

    É interessante como a leitura do teu texto me fez deslizar por alguma pista de patinação de sensações.Do tesão à frescurinha bonitinha de apaixonados, teu texto me fez passear por entre as aventuras do querer. Gostei mesmo.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Ai ai ai, quero um amor assim tbém, ha tanto tempo que eu e meu maridinho pouco nos vemos, parece até que não moramos juntos :/ ai ai ai!

    ResponderExcluir
  7. Que fofo, sim muito meigo, e intenso ao mesmo tempo, adoro a forma como escreve, me identifiquei, pois estou a ponto de..viver isso rs, mega bjoooo!

    ResponderExcluir
  8. Sabe que vc descreveu perfeitamente o que vivi e estou vivendo. Amei!!!
    Da falsa alegre solteirice até o começo devagarinho e fresco como orvalho da manhã.

    ResponderExcluir
  9. "você decide se meu lado nonsense te convence"

    nossa, adorei isso. muito bonito.

    ahh, obrigado pelo apoio. pensei ser o único que pensava isso

    ResponderExcluir
  10. "namoro na sala, amor com calma, com cor, música, cafuné, beijo e paz."

    Tudo o que eu mais queria! >.<'

    ps.: Se bem que, de vez em quando, nada melhor que uma baladinha! uhaeuhaeuihe =D

    ResponderExcluir
  11. Luna,

    Acho que o lado esquerdo que algumas blogueiras anda preenchido.
    Tão bom quando novos e bons ventos chegam.
    Aproveitemos!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  12. ah...
    é mesmo, tá todo mundo muito romântico! E isso não é maravilhoso?? :D

    Gosto desses amores reais, sem muitos enfeites. Onde até os defeitos são venerados e tudo é muito intimo e belo.

    nem preciso dizer que seus texto tá F#@#, ne?

    ResponderExcluir
  13. Eu sempre tenho dificuldade para achar aonde se comenta! Ai Luna! é, realmente, bem parecida comigo essa musica! E realmente ele adivinha meus desejos, quase todos os dias traz alguma coisa pra mim de presentinho, bonequinhas, chaveirinhos meigos, docinhos e bombons! Obrigada pelo carinho!

    ResponderExcluir
  14. você é garnde, luna querida. quem sabe falar do que sente, é grande por natureza!

    um beijo.

    ResponderExcluir

- me concede uma dança?

Baila Comigo está protegido por uma Licença Creative Commons. Credite.

Licença Creative Commons