11.26.2009

jogos de amor

-
Eu sei, jogos de amor são pra se jogar
Ah por favor não vem me explicar
O que eu já sei, e o que eu não sei





eles pisaram inúmeras vezes no mesmo caminho, foram e voltaram mil vezes, nunca aprenderam a acertar, e continuam errando demais. eles combinam em tudo, mas não conseguem sentir segurança. nem ele nela, nem ela nele. eles 'se escapam' entre os dedos, e sabem. ele já se atirou tantas vezes de uma ponte nesse amor, que já nem sabe mais se consegue se salvar se pular de novo. talvez tantos erros bastem pra separar os dois, mas eles vivem tentando concertar as coisas, dizendo que vão ficar, e acabam sempre pulando o muro. são inconstantes e imprevisíveis. numa noite eles sorriem, fazem amor no chão da cozinha e prometem se amar ever and ever, noutra noite ela joga os pratos sujos nele, ele desvia, e os pratos se quebram na parede, enchendo de cacos, a mesma cozinha que noutra noite foi só amor. estão sempre entre sorrisos e chuvas torrenciais de lágrimas. e é sempre assim, eles não sabem ser normais. oferecem garantias, e fazem promessas todo dia, e só cumprem mesmo o amor, esquecendo o resto num acesso de ciúme qualquer. plantam um jardim, e pisam nele quando ele floresce. mas não há no mundo nada que eles queiram mais do que ficar juntos, afinal, eles só sabem ser um do outro, mas pra isso funcionar eles tem que esquecer tudo que dizem por aí sobre o amor, porque sabem que com eles tudo é diferente - sem regras, e com muitas exceções - mas será que vale a pena? será que esse crime compensa? 
-


Carve your name into my arm - Entalho seu nome no meu braço/ Instead of stressed, I lie here charmed  - Ao invés de estressado, eu fico aqui encantado /Cuz there's nothing else to do - Porque não há mais nada a fazer.
Placebo.
-

48 comentários:

  1. Amo essa música é linda, verdadeira , simples mas tão profunda ...
    lindo post !!!
    bjussssssssss

    ResponderExcluir
  2. O ideal é ter alzhaimer a cada paixão, não sei se consigo mais jogar isso, to tentando pôquer. Pelo menos, ganho dinheiro, haha

    =**

    ResponderExcluir
  3. uma setralina após cada paixão é necessária

    ResponderExcluir
  4. ah, não sei.
    eu continuo achando que tudo o que a gente viveu é necessário para o que a gente ainda está pra viver;

    ResponderExcluir
  5. música liinda _
    Bom , para mim o amor por si só já é um jogo.Não deveria ser , mas nos dias de hoje só encontro esse significado. Porém acho que é empolgante ... será que eu ganho ?
    Adorei , floor <3
    beiijos ;*

    ResponderExcluir
  6. É o amor em diferentes formas, mas e amor.!

    Beijoooos Luna.!

    ResponderExcluir
  7. compensa, porque a prisão de cada um é o outro, o que já não dá mais pra viver sem.

    ResponderExcluir
  8. "eles só sabem ser um do outro"
    E é por isso que vale a pena e que eles resistem até hoje. É o jeito deles e se satisfazem assim... pelo menos é o que parece.

    Adorei esse texto!

    Beijão, Lu!

    ResponderExcluir
  9. Amor assim é lindo,mas como já disse,é lindo de longe.Eu tenho medo de confusão.Gosto mais de calmaria.Medrosa,eu sei,eu sei.

    Mas,óh,tem que pesar,ver se o saldo,no fim,é positivo.Tem que tentar e tentar,mas,se não funcionar,desistir.

    ResponderExcluir
  10. O amor compensa. Tenho certeza.
    Mas brigas desgastam, sabe.. Vão tornando cada vez mais cansativo, e o amor vai se perdendo no meio delas.

    e, antes que eu esqueça, obrigada. HAHAHA :)
    Beijos, Luna.

    ResponderExcluir
  11. uma longa roda gigante que nunca faz o mesmo "percurso"..
    gostei daqui
    espero vir mais vezes.
    *-*
    grande abraço
    ótimo fDs.
    e feliz dia das luzinhas de natal que não funcionam...
    /O_REVOLTADO

    ResponderExcluir
  12. Me senti tão presente nesse texto.

    (...)

    ResponderExcluir
  13. Nunca compensa, mas a prisão é perpétua, não há como escapar.
    O amor pode não bastar para mantê-los unidos, mas basta para não mantê-los afastados.

    ResponderExcluir
  14. E esse amor em excesso, e essas brigas constantes. Se não virar rotina as vezes compensa. É tudo tão intenso.

    ResponderExcluir
  15. Que lindo... emocional sem ser piegas.
    Eu tenho problemas com o romantismo. Talvez ele um dia me feriu...entendes?
    Hahahahaha
    Beijos Luna

    Faxina

    ResponderExcluir
  16. Luna, me identifiquei mega com o começo do texto."Eles combinam em tudo mas não consegue sentir segurança".

    E para completar só uma frase:

    "Era ainda jovem demais para saber que a memória do coração elimina as más lembranças e enaltece as boas e que graças a este artifício conseguimos suportar o passado”

    . Gabriel Garcia Marquez .


    Meu beijo.

    ResponderExcluir
  17. Sempre vale, nada mais ilusório e real que tapas e beijos de amor...rs
    adorei querida! beijos!

    ResponderExcluir
  18. Por isso que é sempre bom saber que em briga de marido e mulher não se mete a colher. Até quando os pratos estão voando pode ser uma forma de amor e quem tá de fora achando que é um romance que está acabando pode se queimar ao dar seus pitacos.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  19. Nossaa amo Paralamas
    e particularmente essa música...
    *___*

    Oun . adorei.

    ResponderExcluir
  20. num jogo onde 2+2=1. tudo mais intenso, tanto as brigas quanto as noite de amor.

    ResponderExcluir
  21. E ai de quem se meter a dar palpite a qualquer um dos dois... vai ser porrada na certa!

    Beijos, deliciosa.

    Ivan

    ResponderExcluir
  22. Ah, Lu...não gosto dessa inconstância, não.

    Como diria Clarice, "...não sei me entregar à desorientação."

    Beijos, lindona! Bom fds, tá? ^^

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  23. esses crimes de amor compensam quando margeiam nossos limites, né queridona?

    esses tal desse amor, sempre vale a pena!

    uma beijoca.

    ResponderExcluir
  24. - Paixões torrencias...
    oscilações.. amor e ódioo..
    é o amor!
    Rá!

    Beijo Flor'

    ResponderExcluir
  25. Amor verdadeiro, não o de cinema.

    Beijos mocita.

    ResponderExcluir
  26. A senhorita me concede a honra desta dança?
    Maravilhoso texto, maravilhoso blog! Me identifiquei com o assunto... Acho que era o que eu precisava ler essa noite.

    ResponderExcluir
  27. Você acabou de descrever meu último relacionamento.Coisa de 14 anos de idas e vindas.Espero,de verdade,que essa ida seja a última.Porque esse coração aqui já esta cansado de apanhar.

    ResponderExcluir
  28. as maricotices são demais mesmo, né?
    só que tem olhos de saber que consegue entender.

    um beijo, querida querida querida!

    ResponderExcluir
  29. Não há nada tão bonito, majestoso, impressionista, sobrenatural, enfim... entediante, quanto um amor perfeito. A não ser, talvez, um jardim eterno.


    bjs

    ResponderExcluir
  30. Não gosto de joguinhos de amor. Mas, acho que já cai nesta armadilha...

    ResponderExcluir
  31. Os jogos de amor são fundamentais e na maioria das vezes valem a pena...haha
    Adoro o que escreve!
    Proposta indecente lá no nosso blog querida, tenho certeza que você seria perfeita!

    ResponderExcluir
  32. Ai ai... qualquer semelhança com minha vida de vez em quando NÃO é mera coincidência...

    Beijo, Luna.

    ResponderExcluir
  33. Descobri que amores assim perfeitos (ela lava os pratos e ele enxuga, sorrindo e fazendo amor no chão da cozinha) um dia cansam e aí você se pergunta o que realmente viveu. No momento em que estou agora, quero a intensidade de um dia sorrir ao lavar pratos, enquanto no outro eu quebro cada centímetro de prato e destruo cada flor do jardim.

    ResponderExcluir
  34. e esse é o verdadeiro jogo mortal.

    Digo uma coisa: Bailar com ovocê é sempre gratificante

    ResponderExcluir
  35. nada melhor pra aprender sobre o amor do que amar :)
    esses joginhos e frases feitas não nos encinam muita coisa mesmo.

    beijos, parceira.

    ResponderExcluir
  36. É o amor em suas muitas versões de sentir e de vivê-lo...

    ResponderExcluir
  37. Aí é que vale a pena mesmo...
    O que vem fácil, vai fácil. É bom mesmo que o amor seja bem difícil... : D

    ResponderExcluir
  38. Me manda teu email querida, pq aí eu te envio o convite^^
    Já aviso que o blog teu um mau gosto todo meu...wawa
    beijos!

    ResponderExcluir
  39. Putz... sua máquina deu pau novamente? Vc anda tão quietinha... ou outra coisa explica e justifica isso? rsss

    Beijos.

    Ivan.

    ResponderExcluir
  40. ô sua putinha reprimida, tem convite pro blog no seu email. Aceita lá. Seu dia é sexta feira, então, antes de encher a cara e dar para bofes absurdamente gostosos, poste por lá, hahaha.
    Me manda por email uma foto e um perfil, ok?
    Beijitos
    =**

    ResponderExcluir
  41. Luna, me veio à cabeça Mind Games.
    Bela postagem. Adoro essas estórias.
    beijos

    ResponderExcluir
  42. Amo esta música.
    E eu acho que compensa sim, enquanto for amor, enquanto fizer bem. E sem regras. Se a relação deles é diferente, porque não admitir, se forem felizes assim?
    Beijos

    ResponderExcluir

- me concede uma dança?

Baila Comigo está protegido por uma Licença Creative Commons. Credite.

Licença Creative Commons