9.18.2009

sinceramente










Descobri você. E todos os dias descubro um pouco um mais do seu mundo e sei mais de você. Ainda não é grande coisa, mas dá pra perceber o quanto você pode ser chato e irônico, e ao mesmo tempo tornar tudo isso enca
ntador. E enquanto isso você desmascara meus "doces" mistérios e descobre o quanto eu posso ser boba e ao mesmo tempo possuir uma nocauteante inteligência e bom humor (hahahaha risadinha maléfica). Mas o bom é descobrir que apesar das nossas necessárias diferenças, nós temos óbvias e necessárias semelhanças. Tá, antes de continuar lendo, desconsidere o fato de estarmos geograficamente distantes, porque isso é apenas um detalhe. Por favor, desconsidere também essas coisas realistas de gente amarga. A verdade é que temos muitas coisas em comum. Especialmente a arte de se auto-elogiar, que é quando eu realmente acho que somos modestamente parecidos. Os mesmos desejos, os mesmos medos. E por isso hoje é pra você que escrevo. Dizem que às vezes o tempo pára um pouco, e se você fechar os olhos, ele te leva pra um lugar onde você pode imaginar todo o seu futuro. Eu fui lá. Imaginei. Várias vezes, vários futuros. Até que um dia parei, e agora prefiro ver um futuro sem foco. Não quero mais digitalizar imagens de um futuro que eu acho que seja o ideal pra mim. Eu continuo otimista, e acredito que existe guardado pra mim e pra você, um futuro com um enquadramento legal, com uma luz natural, e com um foco perfeito. Não pra nós dois juntos, eu quis dizer nós dois separados, cada um no seu quadrado, aahhh, você entendeu. Então, faz como eu, escreve teus desejos no ar e deixa eles pegarem carona com o vento. Quem sabe, eles passam como uma brisa no rosto de alguém, ainda que seja alguém de muito longe. Existem pessoas, que esperam a vida toda, uma brisa assim passar, pra poder escrever também no ar, seus desejos, e vê-los pegar carona com o vento. Quem sabe esse vento sopre em direção a você, e você sinta a mesma brisa com o mesmo cheiro, dos mesmos desejos. Tá, parece cafona e ridiculo esse monte de bla bla bla. Mas eu não nego que espero ansiosa pelos calafrios de mais uma paixão e pelas milhões de borboletas na minha corrente sanguinea. E eu sei que assim como eu, no fundo, você também. E mais um monte de gente que diz que prefere a solidão. Quis dizer isso tudo a você, apenas por uma razão: eu tava afim e pronto. E mesmo você sendo convencido, mas levando em consideração nosso jeito igual-desigual de ser, eu te dedico, e me desato das amarras da arrogância, pra admitir, que gosto de perder meu tempo falando com você, até mesmo quando o assunto é besta e sem conteúdo. E sinceramente, apesar das minhas unhas vermelhas e meu all star sujo, tenho quase certeza que você me adora, e que me acha foda. E tenho certeza que nossas bocas quando se encontrarem, vão parecer molduras-coloridas-de-dois-sorrisos-numa-fotografia-feliz. Porque esta pessoa que vos fala, esta que te descobriu, percebeu apenas hoje a estranha e curiosa sensação de ter encontrado alguém especial: um bom e novo amigo.














 


E pra todo mundo, eu desejo um amor com sabor de doce-de-leite lambido na colher e cheiro de sorriso com pasta-de-dente dizendo bom-dia. Escrevo no ar, e deixo que o vento leve!








25 comentários:

  1. óbvias e necessárias semelhanças..!
    Que você me adoraaa, que me acha fodaa.!♫

    Você é de mais Luna Te adoro de montão..!

    Beijoooose e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  2. Oi flor...
    Tudo bem???

    Tem selinho aqui pra vc... é o décimo terceiro deste link: http://pensamentosdasil.blogspot.com/2009/08/bombardeio-de-selos.html


    Bjos

    ResponderExcluir
  3. olha essas metaforas, gente. *-*'

    lindas!

    ainda vou aprender a ter as palavras assim...

    ResponderExcluir
  4. Oiiii!
    Parabéns, vc foi escolhida para receber o selinho JE T'AIME, passa lá no blog para buscá-lo =)

    bjuu bju

    ResponderExcluir
  5. Cara, adorei esse post, muito lindas suas palavras.
    Vou tentar escrever no vento, para ver se ele leva até alguém. =)

    ResponderExcluir
  6. Eu quero amor de doce-de-leite! haha
    Ai, achei seu blog todo fofo, meeesmo!
    haha
    beijão, linda :)

    ResponderExcluir
  7. Obrigada pelo comentário, querida :)
    Mas, não é muito mais legal dizer que não viu o filme ??! Sou meio do contra mesmo !!! :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Nostalgia ;O amei amei amei


    "Mas eu não nego que espero ansiosa pelos calafrios de mais uma paixão e pelas milhões de borboletas na minha corrente sanguinea."
    Sempre vivendo assim ;)

    ResponderExcluir
  9. AAAH *-* lindas e belas palavras, como de costume.
    ri alto de algumas partes HUEWHUEWHU'
    e ó, all star só presta sujo (H)
    bjs :*

    ResponderExcluir
  10. Nossa.
    Há muito tempo não passeio pelos cantos escritos das pessoas, ando afastada desse mundo e acabei por não encontrar muitas coisas bonitas por aí.
    Que bom que é voltar de mansinho e assim, de repente, descobrir uma moça suave e cheia de detalhes pra serem lidos e sentidos em plenitude.
    'brigada po me dar um momento de leveza por hoje!

    Um abraço,
    Nina Antunes :)

    ResponderExcluir
  11. Lembranças ao vento, é uma boa ideia. Parece com beijos lançados ao ar, daqueles que fazemos questão de resgatá-los. Achei teu blog nas "andanças", e já te sigo, e bailo contigo. ;*

    ResponderExcluir
  12. Eu me sinto até mais gay quando me cativo com seus textos.

    (isso é um elogio, só pra deixar claro)
    (e eu não sou gay, só pra deixar mais claro ainda)

    ResponderExcluir
  13. olá querida Luna

    Eu vim agradecer a visita , e dizer que seu cantinho é especial , seus textos me aguçaram a imaginação .... Adorei!!!
    Um amor com sabor doce de leite ( Meu Deus amiga , que irresistível não ??)
    Quero bailar aqui contigo também , com sua permissão é claro !!!
    beijos e já virei seguidora

    ResponderExcluir
  14. O vento sopra, só ele sabe para onde vai
    Quero estar no vento
    Ser conduzido pela sua vontade

    Eu não sei de onde vem
    Nem sei pra onde vai
    Só sei que eu quero ir
    Sopra em mim.......


    Linda, sem mais palavras! Nunca tinha visto nada igual. Emoções, descobertas e anseios sintetizados num único texto, capaz de expressar uma imensidão de tantos outros sentimentos.

    Bj

    ResponderExcluir
  15. E eu vivo jogando palavras, desejos... para que eles peguem carona com o vento!

    ResponderExcluir
  16. bailo sim! obrigado pela visita em meu blog. estarei acompanhando o seu tb. e jogue tudo ao vento, como o ultimo comentário ai... e que no vento esteja ma fumaça de cigarro... sempre bom nessas horas.

    prazer, marcelo

    bjs

    ResponderExcluir
  17. e esse sentimento não tem preço.
    amizade é tao importante que prefiro ter 5 amigos do q uma namorada
    ainda bm q tenho uma namorada e 3 amigos
    kkkkkkkkkkk
    abraços e ótima kuartaaa...dps do
    dia mundial sem carro...
    e feliz dia mundial sem dinheiro...
    ngm gasta no dia de hoje eeimmm
    *-*

    ResponderExcluir
  18. tem texto pra todo mundo aqui, menos pra mim
    =~~

    ResponderExcluir
  19. Essa música... vc dizendo que me adora...hai hai..faz eu pensar em quantas brisas deixei de sentir..

    ResponderExcluir
  20. Fazia tempo que eu não lia um de seus textos. Andava inventando ocupações para não ler posts, assim como escrever. Acabei de me arrepender.

    ResponderExcluir
  21. Claroo.. e Danço.. Com todo Prazer..
    Menina Como vc escreve..
    Coisas q conseguimos nos ver..
    puxa..
    adoreiii

    ;**

    ResponderExcluir
  22. Sensação boa essa, a de ter encontrado uma boa e nova amiga, para quem a distância geográfica não importa. Pode crer, eu te adoro e te acho foda.

    Adoro a metáfora da dança, poucas formas de interação podem ser tão legais. Não vou negar que sempre que eu te leio me dá vontade de te puxar pela cintura e dar uns rodopios pelo salão, de preferência ao som de um samba.

    bjs

    ResponderExcluir
  23. Amanha quando o vento passar , irei escrever minhas palavras. amei o texto. vc arrasa.

    e deixa eu te contar, também eu fiz essa semana uma quase declaração. acho que tá na moda ser "cafona".

    ResponderExcluir

- me concede uma dança?

Baila Comigo está protegido por uma Licença Creative Commons. Credite.

Licença Creative Commons